Pular para o conteúdo principal

GRAVIDEZ MÊS A MÊS – 36 A 40 SEMANAS


O SEU CORPO, SINTOMAS E EXAMES

Com a aproximação da data do parto, as consultas tornam-se semanais para acompanhamento do bem-estar materno-fetal.

Através do cardiotocograma (CTG) é avaliada a frequência cardíaca fetal(considerada normal entre os 110 e os 160 batimentos por minuto) e as contrações uterinas.

Às 37 semanas da gestação (início do 9º mês) inicia-se o termo, ou seja, a partir deste momento o bebê está preparado para nascer a qualquer momento.



CONTRAÇÕES DO PARTO

À medida que a data se aproxima, é natural que comece a sentir contrações cada vez com maior frequência, regularidade e intensidade, que deve registar. Quando se tornam regulares (a cada 5 minutos), longas (durando entre 30 a 40 segundos) e dolorosas é possível que já tenha ultrapassado a fase inicial do trabalho de parto.Esta fase pode demorar, em média, 8 horas na primeira gravidez e 5 nas seguintes mas não há regras.

Os movimentos fetais devem ser medidos e, se notar algum abrandamento na atividade do seu bebê, deve dirigir-se de imediato à maternidade/hospital.

Conte o número de movimentos fetais desde que acorda sendo que, o bebê deverá movimentar-se 10 vezes durante 12 horas seguidas.

Nos dias ou horas anteriores ao parto, o rolhão mucoso pode sair (o rolhão mucoso é uma substância gelatinosa que sela o colo do útero, protegendo o bebê dos agentes externos durante a gravidez). A sua perda não implica a ida para a maternidade/hospital apesar de um ser um sinal de que o parto está para breve.

O aumento da produção de oxitocina, hormônio que regula as contrações uterinas, também estimula a produção do leite materno. O primeiro leite, designado colostro, pode mesmo começar a sair dos mamilos antes do nascimento.

HÁ ALGUNS SINTOMAS QUE DEVE CONSIDERAR E LEVÁ-LA A PREPARAR-SE PARA SE DIRIGIR À MATERNIDADE/HOSPITAL:

- Contrações regulares de 5 em 5 ou 10 em 10 minutos, longas (durando entre 30 a 40 segundos) e dolorosas;
- Perdas de sangue por via vaginal;
- Perdas de líquido por via vaginal;
- Diminuição ou ausência de movimentos fetais.

Por norma, e numa gestação normal, o parto não será provocado antes das 41 semanas. Até lá, o bebê e a mãe são monitorizados para avaliação dos sinais vitais e do bem-estar de ambos.

Naturalmente, pode sentir-se ansiosa, com insónias e com uma grande vontade de que chegue o grande dia. Procure descansar nestes dias, fazer os últimos preparativos para a sua ausência e relaxar.

A duração do internamento é variável, sendo em média de 2 dias se tiver um parto normal e de 3 dias se o seu bebê nascer por cesariana.

Na semana 40 o seu bebé tem o tamanho aproximado de uma abóbora menina.